vinícola VISITAÇÕES

Você é nosso convidado para participar de um passeio pela história açoriana. Tudo começa com a sua chegada aqui. Você vai embarcar no nosso trenzinho, conhecer nossa produção de vinhos e espumantes e reviver a história, a cultura, a arte e a memória açoriana.


Mais que atingir a excelência na produção de vinhos e espumantes, a Vinícola Família Lemos de Almeida é inquieta na busca de promover uma experiência sensorial peculiar.


Desfrute deste programa, embarque nesta história e celebre nossos vinhos!



INFORMAÇÕES E AGENDAMENTO
+55 54 3232-0563





assita ao vídeo

MONUMENTO AOS AÇORES

A réplica do Monumento aos Açores remete a obra que homenageia, em Porto Alegre, a chegada dos primeiros 60 casais açorianos que povoaram a cidade. Traçada em linhas futuristas, a obra revisita a criação do escultor Carlos Tenius que lembra uma caravela, composta de corpos humanos entrelaçados, e leva à frente uma figura alada. O monumento na Vinícola homenageia a chegada da primeira família açoriana à região dos Campos de Cima da Serra.



CAPELA E CASA PRINCIPAL

A fé e a religiosidade são destaque na nossa Vila Açoriana. A bela Capela é uma réplica da Igreja de Nossa Senhora da Conceição da Lagoa, de Florianópolis. É ornamentada com obras pintadas em azulejo, assinadas pelo artista plástico Jesus Lima Fernandes, e exibe uma Via Sacra muito especial: 15 obras em óleo sobre tela retratadas pelo artista plástico Carlos Rigotti.

No entorno da Vinícola Família Lemos de Almeida, uma construção representa a casa de Anita Garibaldi, importante figura histórica que descende da família Ribeiro, imigrantes açorianos que se estabeleceram em Laguna, SC, no século XVIII.



PÓRTICO

Um novo monumento dá as boas-vindas aos visitantes da nossa Vila Açoriana. Ele é uma homenagem ao antigo Trapiche Miramar de Florianópolis, construído em 1925 e inaugurado em 1928. Nossa construção preserva o estilo arquitetônico original com elementos neoclássicos e alguns detalhes em art déco. O vitral é uma réplica do Miramar acrescida do logotipo da vinícola. Atualmente, em Florianópolis, o Trapiche é representado apenas por um memorial inaugurado em 2001, já que em 1974 o Miramar foi demolido por via do andamento das obras do aterro da Baía Sul.



MOINHO DE VENTO

Com o intuito de caracterizar a Vinícola Família Lemos de Almeida como uma Vila Açoriana, construímos um Moinho de Vento. Com arquitetura típica das ilhas açorianas, os moinhos eram utilizados para moer cereais como milho, trigo e cevada. Os moinhos de vento surgiram predominantemente nas ilhas de São Miguel, Santa Maria e Graciosa e são considerados os mais bonitos do arquipélago dos Açores.



FAROL

Para enaltecer a arte açoriana, nossa vinícola expõe mais de 20 painéis de azulejo. Assinadas pelo artista plástico santa-cruzense Jesus Lima Fernandes, que hoje vive em Florianópolis, SC, as obras imprimem delicadeza e sensibilidade em temas relacionados à vinícola e à história do vinho. Em uma narrativa que remonta 4.000 a.c. (ainda no Egito), na cultura açoriana e em motivos religiosos, como a própria Santa Rita de Cássia, Fernandes dá vida e valor aos açores nos Campos de Cima da Serra.

O artista utiliza a técnica milenar portuguesa e segue uma linha acadêmica. Presente na arquitetura antiga, a azulejaria é uma forte expressão da cultura portuguesa deixada pelos colonizadores.



AS OBRAS DE ARTE EM TELAS

Com o objetivo de valorizar um dos maiores artistas plásticos da cidade de Vacaria, obras de Carlos Rigotti foram encomendadas especialmente para a vinícola. A temática abordada percorre a memória e cultura das ilhas açorianas enaltecendo sua relação com a colonização no Brasil. O artista retrata o Monumento aos Açorianos, a Ponte de Pedra Açoriana e as paisagens e pontos turísticos do município de Vacaria e da nossa Vila Açoriana.



DIVINO ESPÍRITO SANTO

Para simbolizar a tradicional devoção dos açorianos, dedicamos um ambiente especial na nossa Cave. No espaço, encontram-se o crucifixo com a pomba, que é símbolo do espírito divino nos Evangelhos; a bandeira, utilizada para anunciar os cortejos; e as coroas representadas nas telas, um dos objetos litúrgicos do Santo Espírito.

Painel dos Imigrantes

Um grande painel localizado na Cave da Vinícola Família Lemos de Almeida registra mais de 300 sobrenomes, preservando e difundindo os valores culturais açorianos, representados pelas famílias formadoras da identidade do homem rio-grandense. Ali estão os troncos familiares dos imigrantes açorianos que povoaram as terras brasileiras no século XVIII.



MEMÓRIA DO VINHO

Junto à Cave está a Memória do Vinho. Este é o acervo particular da vinícola, onde ficam expostas as garrafas de cada variedade e safra vinificadas pela Vinícola Família Lemos de Almeida, desde sua concepção, em 2012. Ali também ficam as amostras de vinhos para o programa de rastreabilidade e o seu estoque, que futuramente serão oferecidos nas degustações verticais, que têm o objetivo de acompanhar a evolução das diferentes safras de um mesmo vinho, assim como da safra atual.



RENDA DE BILRO

Mais uma tradição originária dos açores, a renda de bilro surgiu, segundo pesquisadores belgas, no século 15. De lá, espalhou-se pela Europa, particularmente para a Itália e França, até chegar a Portugal e ao arquipélago dos Açores, principais centros de produção.

Ao virem para o Brasil, os açorianos trouxeram a atividade da renda para enfeitar trajes e alfaias da igreja, além de toalhas, cortinas, lençóis e peças do vestuário da nobreza. Na Cave da Vinícola, foram emolduradas algumas peças rendadas produzidas nos açores e no Brasil, cada uma com diferentes pontos e desenhos de bilro.



PROCESSO DE VINIFICAÇÃO

A Vinícola Família Lemos de Almeida materializa sua busca pela excelência no ano de 2016, quando assume o controle total sobre sua produção de vinhos, desde o cultivo das videiras até o engarrafamento e comercialização.

Para atingir a melhor qualidade, a vinícola investe em tanques de microvinificação, de 125, de 250 e 500 litros, para pesquisa e desenvolvimento de novos produtos.

Hoje, além das castas francesas Pinot Noir, Chardonnay, Merlot e Sauvignon Blanc, a vinícola, mais uma vez resgatando suas origens, aposta na produção de castas portuguesas, com a produção e vinificação da uva Touriga Nacional, Tinta Roriz, Alvarinho e, o inédito no Brasil, Verdelho.


CAVE

Totalmente subterrânea, a Cave da vinícola possui temperatura e umidade controladas. Todas as Linhas de Vinhos que levam a assinatura Família Lemos de Almeida passam pelas barricas de carvalho francês e cada variedade leva um tempo específico para maturação.



VAREJO NA VINÍCOLA

Os visitantes da Vinícola Família Lemos de Almeida têm a oportunidade de conhecer nossos produtos em um espaço aconchegante e de bom gosto. É o Varejo da Vinícola dentro da unidade de produção. O espaço convida a apreciar nossos vinhos e espumantes por meio de uma degustação, que tem o intuito de explicar os detalhes de cada produto, abordando cores, aromas e sabores de cada variedade.



SUSTENTABILIDADE

A Vinícola Família Lemos de Almeida atua fortemente com a intenção de ser totalmente autossustentável. A começar pela autossuficiência energética, a empresa conta com um Parque Solar, com capacidade de gerar toda a energia necessária para a manutenção da vinícola.

Paralelo a estes projetos, a Vinícola possui uma Central de Efluentes e Líquidos e agora construiu uma Central de Compostagem. Popularmente conhecida como minhocário, a Central de Compostagem tem a finalidade de dar um destino ecologicamente correto para o bagaço da uva, sementes e engaços, permitindo assim a produção do adubo que é utilizado nas videiras.

Na área Social, a Vinícola promove um projeto voltado à educação. Para difundir a cultura açoriana entre os jovens, o diretor da Vinícola, Agamenon Lemos de Almeida, palestra nas escolas e aborda a imigração açoriana e sua importância.